sexta-feira, maio 18, 2007

Coesão particular




Sem mais porquês
Um sim, talvez
Como?
No meu homo-sapiens pensar,questiono.
Quando? Será que vai?
Quanto? Será penar?
Quedê o meu lugar?
Já fui embora
em inúmeros outroras.
Aonde foram meus 'ondes'?
Quantos destes podem
dizer-me o quanto do meu quantum?
Enfrento o sentido da falta de sentido
perdido de meus conteúdos.
Entretanto, aqui no meu canto,
Apesar de contudo, ainda sou portanto.

3 comentários:

Aninha disse...

Para bom entendedor, meia palavra basta!
No limiar de minha sensibilidade, tenho notado que ultimamente os seus textos têm refletido uma certa falta de órbita... E eu tenho me identificado muito com eles por causa disso, hehe!
=***

Beth disse...

"Apesar de contudo, ainda sou portanto"....

=)

eu invertida disse...

Juro que passo aqui pra comentar sobre o(s) texto(s), mas deixo registrado que o blog tá lindo! Escrever é sempre bom! :) Beijos

Wal