quinta-feira, fevereiro 01, 2007

Mentecaptalizada


Um salto agulha, brilhante

Um casaco madrepérola

da última estação

vestindo meu guarda-roupas privativo

à espera de uma ocasião

Tanto garbo...tanto crédito

encalhados no enxoval de meu orgulho

expostos nos cabides de minha pujança

encaixotados nos egoísmos de minha ambição

Mas não surgia oportunidade

nada estava à minha altura

Evento algum correspondia

ao incentivo da ostentação.

Nada me satisfaria!

Não haveria páreo!

A facilidade me desestimulava!

Sigo a colecionar cifrões

e pedras nos meus cofres.

Seco os recursos dos meus dotes.

Espalho o glamour dos meus decotes

aonde quer que eu vou.

Gasto meu tempo e meu lazer

no acúmulo de mimos.

Captalizo minha mente com novas botas

Mentalizo o que capto do que notas

Nasci para ser admirada!

Vitrine de uma sina lastreada

Consumida pelo verde opaco

de uma vida equivocada.





Um comentário:

beth disse...

tu ta cada dia melhor!