segunda-feira, dezembro 24, 2007

Pausa para a ceia


Chegue atrasado, até meio sem jeito
cumprimente a todos, embora durante o ano não tenha feito
mas leve o presente do amigo secreto
aquela camisa listrada de número incerto
pro tio que está tão longe, de tão perto


Encene alegria e felicidade estampada
como se a harmonia estivesse sempre de pé
engrene logo uma conversa que floreie o tédio
tome nos intervalos dos papos aquele remédio
que te ajude a suportar a dor de um sorriso qualquer


Coma pouco, e bem rápido, pra adiantar a despedida
Não há saída, elogie todo o menu, do porco ao peru
E ainda com comida na boca, se despeça
Dizendo-se cansado por ter trabalhado até tarde
e, sem alarde, busque a primeira resposta
que te leve ao seu mundo quieto, correto e banal
Lembrando sempre que, apesar de tudo, como diz na loja,


é Natal.


(desarme o presépio e abra alas ao carnaval)


3 comentários:

Sue disse...

Adorei Querido..
Porém Plagiei!!
kkkkkkkkkkkk
Brincadeirinhaaa...
Love u e Bjok´s no... nariz!

Nah. disse...

Bom texto e visão ampla...
Que tal amar o ano inteiro?!
Ser bom o ano todo?!

neh?!

mana disse...

kkkkkkkkkkkkkk aposto que esse texto se encaixa no natal de todas as familias hehehe

ADOREI

tu eh um geniozinho visse?
=*
mas senão pela data, pelo que la representa, comemoremos o sentimento em comum que faz todo mundo ficar um tiquinho mais especial nessa epoca do ano!
XerOoo
da sua sempre fã