quarta-feira, julho 11, 2007

Eu sou mais Potter


Hoje tive a prova concreta do fanatismo deprimente. Do exagero em forma de desperdício de energia. Do exibicionismo. Da euforia desmedida na forma de quem grita mais alto. De quem conhece mais detalhes irrelevantes. De quem exalta mais o menos exaltante.

Ontem fui à estréia de Harry Potter - A Ordem da Fênix, e, o que à primeira vista, me parecia ser um espetáculo de comédia, tornou-se um espetáculo de horror!!! Não me refiro à angústia de ver seu ídolo da literatura pelo seu ídolo adotado no cinema. Não me refiro ao fato de afissurar-se numa Obra fissurante. Não me refiro à idolatria do estilo juvenil e descompromissado de J. K. Rowling contar a história do mago mais famoso da atualidade. Nada disso. Refiro-me às desmesuras causadas por tudo isso. Ir ao cinema travestido de estudante de Hogwarts, de posse de chapéu e varinha mágica seria mais hilário, se não fosse tão exagerado. Até aí, é uma opinião própria, nada demais...Sinta-se à vontade para fantasiar-se do que quiser...Talvez um fã de Gretchen sinta-se muito à vontade de vestir-se de tigresa na estréia de seu novo filme pornô... Problema de quem gosta de se montar...

Mas daí a chegar ao orgasmo a cada piscar de olhos do ator, a cada novo close, a cada novo apresentar de personagem, é demais para a minha cansada compreensão...Como se não bastasse a exposição ao ridículo - que só muito amor desperdiçado pode causar -, pior é quando todos esses exageros estupram os direitos de quem é fã simplesmente de uma forma mais comedida. Tudo bem que fui a uma sessão especial, a primeira, de madrugada, em que praticamente só foram fãs...Mas isso não me tira o direito de não me atrapalharem as sirenes roucas dos gritos das mal-educadas infanto-juvenis que se sentaram na fileira atrás de mim!! Junto com o ingresso comprado, mal sabia eu que junto adquiria narradoras-comentaristas de todos os detalhes mais irrelevantes que se possa imaginar. Ah, se arrependimento matasse... E, para piorar, ao exigir ter o meu direito de sanidade auditiva resguardado, obtive como resposta uma negativa, um ignorar ainda mais mal-educado, porque veio acompanhado de um palavrão.

Que fanatismo é esse que o faz desprezar o incômodo alheio, de egoisticamente se importar apenas com sua demonstração babaca exibicionista?? Que falta de medidas são essas causadas por uma idolatria que beira à insanidade, ao bom senso e à criticidade?? Talvez a resposta mais óbvia resida mesmo na imaturidade, na falta de uma educação caseira mais apropriada, aquela que equilibra impulsos com bons modos... Bons modos... Muitos daqueles fanáticos estão longe de reconhecer o sentido dessa expressão tão simples...

No fim, os momentos que me foram possíveis aproveitar me fizeram concluir que se trata de um ótimo filme mediano, repleto de bons momentos visuais, porém carente da profundidade necessária para ser inesquecível. Junto com essa impressão, somam-se ao saldo positivo da noite as boas companhias e o fato de ter mais uma lição aprendida. Estréia de filme de Harry Potter, jamais.

Dizem que se reconhece uma boa obra pelo público que ela cativa. Temo em perceber que há uma relativa discrepância entre às figuras com as quais ontem cruzei e a série do bom e jovem Potter. Trata-se de um raro exemplo em que a Obra se mostra muito maior do que grande parte do público que a consome. Geralmente isso se coaduna. Este definitivamente não é o caso. Eu sou mais Potter.

3 comentários:

thais disse...

"Talvez um fã de Gretchen sinta-se muito à vontade de vestir-se de tigresa na estréia de seu novo filme pornô... Problema de quem gosta de se montar..."

UHUHAUHUAHUAHUAUAH.

tudo em exagero é ruim...
deve ter sido uma catastrofe isso...e as cadeiras eram marcadas que nem no outro filme q a gente viu?ai o caos seria completo ne? HEHEHE.
o problema é que harry potter virou modinha...

Aninha disse...

O filme é bonzinho, não dá sono... Mas também não encanta, né? Achei as outras histórias melhores - tinham mais HISTÓRIA! Nota 7,5 para o filme... e 0 para aqueles fãs ridículos, mal-educados e sem-noção que nos perturbaram durante toda a sessão!
=***

Sue Arruda disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk

Ainda bem que não assisto mais aos filmes do Harry Potter, muito menos no cinema.
Desde o primeiro, onde me deparei com essas criaturas altamente incovenientes, desencantei.
Além de achar as histórias muito medianas...

Higgo.. fico imaginando tua cara nessa situação hilária.. kkkkkkkkkkkkkkk... So lembro das "madames" senhoras que não deixaram a gente guardar lugar no cinema...kkkkkkkk

Meu Deus! Até! Bjos