terça-feira, novembro 16, 2010

Exijo minhas lembranças de volta


Memória seletiva é o caralho! Quem se gaba a vida toda por lembrar de tudo sofrerá o primeiro baque quando começar a esquecer até de que já teve boa memória. O tempo é carrasco com as lembranças; fica tudo nublado com as voltas do relógio. Memória pra mim sempre se formou de relações improváveis. Aquela cor tem aquele cheiro. Aquela pessoa lembra aquela temperatura. Aquela tarde foi verde. Já tou chegando nesse lugar amargo. Identificações, encaixes memoriais, arrumações de arquivos carregados de informação (ir)relevante acomodados nuns boxes mal-cuidados, abarrotados. Minha cabeça é um escaninho lotado, com papeis caídos, perdidos no chão, pisoteados, a que só tenho acesso quando alguém resolve pegar. Eu vivo a fase de memória auxiliar. Não consigo mais, sozinho, detalhar muita coisa. Minha segurança é confiar em alguém, pra me dizer se a impressão que ficou retrata o que se passou. O que sobra da situação é só essa impressão mal concebida, mal digerida, arrotando quadros foscos. Nomes, definições, palavras-chaves se perdem no desencontro que habita o branco do meu cérebro. Tão erroneamente superestimado, pobre cérebro que antes fora um exemplo de confiança. Hoje me prega peças. Me deixa na mão. Não confio mais em mim. Se alguém me corrigir, há 87.54% de chances de estar certo. O que me resta é a humildade de ser essa ferrugem ambulante. Mas, tudo bem, há de se trabalhar o conflito. Preciso exercitar as lembranças, me concentrar nas gravações, viver mais intensamente os momentos. E não passar um Fast Forward na vida, por ansiedade de ir vivendo mais coisas, e vivendo pior. Por não fixar, crio ficções equivocadas. É preciso foco na cena, para que ela tenha boa qualidade, e assim, permanecer mais viva por mais tempo. É necessário viver e lembrar da vida, senão de nada vale colecionar esses momentos. Memória seletiva é o caralho !Exijo minhas lembranças de volta !!!

6 comentários:

Liou disse...

Interesante...

tha_alonso disse...

passei pra ler cositas novas... gostei!
bjos

bruniuhhh disse...

humm, me deixou pensando sobre.

transparessencia disse...

me gabava da minha memória!

e concordo com o desfecho que deste..
memória seletiva é o caralho

A.D.L disse...

denso, tragico, profundo, lirico e meio arrogante (tambem, pq não? rsrs)
Gosto dos cafés amargos.. rsrsrs

Por Felicia Bastos disse...

Parabéns pelo blog! Tens um texto impactante.
Mas quero aproveitar apar te fazer um convite, se vc gosta de livros, música, cinema, crônicas, enfim, de cultura em geral. Passe no blog: Enquanto isso, no Mural da Felìcia. feliciassantos.blogspot.com.
Aguardo sua visita!